Auto Escola Amaral
Em Paraíso do Norte, médico é condenado por lesbofobia. 
27-05-2022 15:27:03
Em Paraíso do Norte, médico denunciado pelo MPPR por lesbofobia após impedir cuidadora de idoso de trabalhar em hospital é condenado.



Em Paraíso do Norte - PR, no Noroeste do estado, a Justiça condenou um médico denunciado por lesbofobia pelo Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça da comarca. O réu, médico, sócio-proprietário e diretor clínico de um hospital privado, teria impedido uma mulher de trabalhar na enfermaria do estabelecimento em razão da orientação sexual da vítima. A pena atribuída foi de um ano, três meses e 22 dias de reclusão e multa de R$ 13.332,00, além de indenização de R$ 30 mil à mulher por danos morais.

De acordo com a ação penal, o denunciado teria praticado discriminação contra a vítima, uma mulher lésbica, dirigindo-lhe palavras características de lesbofobia e impedindo que ela exercesse seu trabalho como cuidadora de idoso internado nas dependências da unidade hospitalar. A atitude caracteriza o crime tipificado no artigo 20 da Lei 7.716/89. Entre outra impropriedades, o réu teria dito: “não sei que espécie que é, se homem ou mulher, aqui não pode. Saia do meu hospital”.

Recurso – O médico e uma enfermeira do hospital também foram denunciados por falsidade ideológica por terem, supostamente, fraudado documento particular da unidade de saúde a fim de alterar a verdade sobre o fato. Os denunciados teriam forjado um documento inserindo informação falsa de que um dos pacientes da enfermaria na qual trabalhava a vítima havia solicitado que ela se retirasse por ser do sexo feminino. Entretanto, o réu foi absolvido dessa acusação, o que motivou recurso do MPPR contra a absolvição. O médico também pode ainda recorrer da sentença condenatória.

Processo número 0000406-75.2021.8.16.0127.

Saiba mais sobre o caso:

12/03/2021 – MPPR denuncia por lesbofobia e falsidade ideológica médico que impediu cuidadora de idoso de trabalhar em hospital de Paraíso do Norte

 

Fonte: Tudo Politica . Ass. Com. MPPR

 

 

 2 Comentários para esta notícia

  1. author

    Na matéria não fala o nome do "machão". Deve ser o barraqueiro que faz barraco em clinica de Paranavaí. O cara é coroné no Paraíso, tenta ser coroné em Paranavaí e agora finalmente vai ser coroné na cadeia.

  2. author

    Esse "Dotor" é totalmente sem noção. Deveria ter uma coração diferente, mas, não tem néé´. Mas sem noção ele é, será que ele não sabe que todos devem ser respeitados. A Bíblia diz que devemos odiar o pecado mas também devemos amar o pecador. Ponto final. Tá ai ó, vai pagar pelo erro.


 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Tudo Política não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário