Leandro Topo
Vereadora de NOVA LONDRINA que usou documento falso faz acordo de não persecução penal. 
04-05-2022 19:04:08
Promotoria de Justiça de Nova Londrina firma acordo de não persecução penal com vereadora que usou documento falso para registrar candidatura



Você pode fazer seu comentário no final da matéria.

Em Nova Londrina, no Noroeste do estado, o Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça da comarca, firmou acordo de não persecução penal com uma vereadora junto a Câmara De Vereadores de Nova Londrina, que apresentou documento falso no registro de sua candidatura. A agente política declarou falsamente ter segundo grau completo e fez uso de um histórico escolar falsificado para justificar sua escolaridade.

O acordo – submetido ao Juízo Eleitoral da comarca para homologação – foi assinado após a confissão formal da prática delitiva pela vereadora, que comprometeu-se a comparecer em juízo mensalmente, por oito meses, para informar suas atividades, e a pagar três salários mínimos em favor de entidade pública ou de interesse social a ser indicada pelo Judiciário.

Legislação – A possibilidade de celebração de acordo de não persecução penal passou a vigorar na legislação brasileira em janeiro de 2020, a partir da Lei 13.694, conhecida como Pacote Anticrime. O instrumento jurídico – que, na prática, representa uma substituição do modelo penal conflitivo pelo consensual – representa uma resolução mais célere de processos judiciais e assegura alguma forma de reparação à sociedade pelo dano causado com o crime praticado. 

O acordo de não persecução penal é uma possibilidade dada aos autores de crimes de “substituir” o processo criminal por outras formas de reparação dos danos causados com o delito. Instrumento jurídico que começou a vigorar em janeiro de 2020, a partir da Lei 13.694, conhecida como Pacote Anticrime, o acordo de não persecução penal pode ser realizado entre o Ministério Público e o investigado, como regra, antes da instauração do processo criminal.

Processo número 0600003-84.2022.6.16.0096.

CLIQUE  AQUI e veja na pagina oficial do Facebbok da Câmara, a sessão extraordinária em que foi aprovado por 7 X 1 o arquivamento do processo de cassação da vereadora.

 

 

Fonte: Tudo Politica . Ass. Com. MPPR

 


Mais Imagens:
 

 1 Comentários para esta notícia

  1. author

    Só quem não gosta de MPPR é quem não anda direito. Parabéns ao MPPR. Mas, os vereadores engavetarem o projeto de cassação. Corporativismo puro ou________??????


 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Tudo Política não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário