Argus Contabilidade
Bolsonaro deve se filiar ao PL para disputar reeleição.
09-11-2021 09:39:49
Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (8) que sua filiação ao Partido Liberal (PL), presidido pelo ex-deputado Valdemar Costa Neto, está praticamente certa.



O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (8) que sua filiação ao Partido Liberal (PL), presidido pelo ex-deputado Valdemar Costa Neto, está praticamente certa. Integrante do Centrão, a sigla tem a terceira maior bancada da Câmara com 43 deputados, atrás apenas do PSL (54) e do PT (53).

"Está 99% fechado. A chance de dar errado é quase zero. Está tudo certo”, afirmou Jair Bolsonaro, dizendo também que o martelo deverá ser batido na quarta-feira (10), quando terá uma reunião com Costa Neto. Interlocutores do presidente também afirmam que a filiação ao PL "está bem encaminhada" e que, se confirmada, ocorrerá no dia 22, em Brasília.

Segundo informações de bastidores, o Partido Progressista, que também se colocou à disposição para abrigar o projeto de reeleição do presidente da República, deve indicar o vice-presidente da chapa de Bolsonaro.

Bolsonaro está sem partido desde 2019, quando deixou o PSL após desentendimentos com a cúpula da sigla. Desde então, o presidente tentou criar o Aliança Pelo Brasil, mas o projeto acabou não saindo do papel e com isso ele passou a negociar sua filiação em outras legendas. 

O partido de Valdemar Costa Neto entrou na disputa pela filiação de Bolsonaro há cerca de duas semanas, quando integrantes do PL se reuniram com aliados do presidente para tratarem sobre o tema. Nas redes sociais, Costa Neto chegou a publicar um vídeo onde afirmou que a legenda buscará “protagonismo” no próximo pleito e reafirmou alinhamento na “batalha de reeleição” de Bolsonaro.

Exigências para filiação ao PL  são feitas pelo presidente Jair Bolsonaro que pretende indicar os candidatos ao Senado em todas os 26 estados e no Distrito Federal para as eleições do ano que vem. Esse ponto era colocado como condicionante para que o chefe do Palácio do Planalto fechasse com sua futura agremiação. Além disso, Bolsonaro quer ter o controle de alguns diretórios estaduais do partido. Sem capilaridade em todos os estados, o PL poderá abrigar aliados do presidente em diversas regiões com estados do Norte e do Nordeste. Na Bahia, por exemplo, o PP é vice do Partido dos Trabalhadores (PT).

 O PL também deve receber a filiação de cerca de 30 deputados aliados de Bolsonaro e que hoje estão no PSL. Contudo, essa migração só poderá ser feita no primeiro trimestre do ano que vem, quando abrir a janela partidária.
 

 

Fonte: Tudo Politica . Ass. Com.

 

 

 1 Comentários para esta notícia

  1. author

    Isso vai da bom. Agora o Giacobo "rebenta" em votação. O Paraná sai fortalecido. Imaginem se o vice for o Ricardo Barros que é do PP, o partido que dará o vice na chapa de Bolsonaro 2022.


 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Tudo Política não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário