Auto Escola Real
Fiscais lacram Havan pela segunda vez e gerente manda funcionários interditarem avenida.
08-12-2020 09:26:10
Fiscais flagraram nesta segunda a loja aberta e atendendo quando deveria estar fechada. Um auto de interdição foi entregue, mas o gerente não aceitou. O advogado foi chamado e o auto foi assinado.



A loja Havan, na avenida Horácio Racanello Filho, no centro de Maringá, foi interditada novamente nesta segunda-feira (7). O estabelecimento foi flagrado aberto e atendendo clientes no sábado (5), descumprindo decreto municipal em prevenção ao coronavírus.
Pela reincidência, vai ficar fechada por sete dias corridos. A loja Havan já foi multada em R$ 38 mil em abril, também por descumprir decreto municipal.

Fiscais flagraram nesta segunda a loja aberta e atendendo quando deveria estar fechada. Um auto de interdição foi entregue, mas o gerente não aceitou e questionou a fiscalização. O advogado foi chamado e o auto foi assinado.
Em seguida, o gerente orientou funcionários a saírem da loja e interditarem os dois sentidos da avenida Horácio Racanello Filho, causando congestionamento e riscos de acidentes. A Polícia Militar e Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) foram até local para restabelecer o fluxo de veículos na via.

Fiscais fixaram novo cartaz de interdição na porta da loja, já que o que foi colocado no sábado foi retirado pelos funcionários. A porta foi lacrada com corrente e cadeado. O estabelecimento tem direito de defesa. Procurada, a assessoria de imprensa da rede disse que a Havan não se manifestará sobre o ocorrido em Maringá.

No fim de semana passado, a fiscalização da Prefeitura de Maringá vistoriou 143 estabelecimentos, entre sexta-feira (4) e domingo (6). Duas lojas de departamentos no centro foram autuadas e uma - a Havan - interditada.

Fotos: Aldemir de Moraes/PMM

 

Fonte: Tudo Politica - Redação Bonde com assessoria.

 


Mais Imagens:
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Tudo Política não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário